A importância da poesia

Não falta por aí, nunca faltou, quem afirme que os poetas, verdadeiramente, não são indispensáveis, e eu pergunto o que seria de todos nós se não viesse a poesia ajudar-nos a compreender quão pouca claridade têm as coisas a que chamamos claras.

José Saramago in “Jangada de Pedra”

Filhos do vento

“Consta que na Lusitânia, nas proximidades de Olisipo (Lisboa) e das margens do Tejo, as éguas viram-se para o vento ocidental e ficam fecundadas por ele; os potros gerados assim são de uma admirável ligeireza, mas morrem antes dos três anos.”

Plínio, o Velho