LONGYEARBEAN

IMG_0630

Na neblina que te cobre

longínqua cidade setentrional

esconde-se o teu rosto triste

e quase infernal

Tudo é branco e cinzento

e só a cor garrida de algumas casas

permite a alegria do olhar

Onde escondeste o sol

cidade perdida nas lonjuras do Ártico?

© António Garcia Barreto
Anúncios

Uma Zebra ao Telefone

A história do meu livro infantil “Uma Zebra ao Telefone” contado por quem sabe contar (“Conto ao Ouvido”, por Zorianda)

http://www.contoaoouvido.com/…/04/uma-zebra-ao-telefone.html

Clique na imagem para ouvir a história.

A livraria

(Crónica publicada no site escritores.online)

Passei quase cinco anos da minha juventude a trabalhar numa grande livraria do Chiado. Grande, de ocupar todo um prédio de três andares. Fui para lá, a meu pedido, depois de ter reprovado um ano. Estava um pouco cansado da escola. A verdade é que a situação se conjugou com outra semelhante: a minha mãe conhecia a mulher do gerente e o filho deles também tinha reprovado nesse ano. Éramos da mesma idade e cábulas.

Eu gostava de livros, lia tudo o que me caía nas mãos. Além de revistas de histórias aos quadradinhos, como o Cavaleiro Andante, jornais infantis e revistas com mulheres nuas, de procedência desconhecida. Lembro-me que nas duas primeiras semanas me foi dado como tarefa única, percorrer, de pescoço no ar, todas as secções da livraria, do rés-do-chão ao último andar, familiarizando-me com títulos, tipos de livros e lugares de arrumação. Só para terem uma ideia, havia secções tão díspares como medicina e direito; desporto e viagens; agricultura e livros infantis; literatura e engenharia; arte e livros estrangeiros; história e livros escolares, além de secções de revistas nacionais e estrangeiras.

Continue reading “A livraria”

A LIVRARIA (crónica)

antonio_garcia_barreto

Eu gostava de livros, lia tudo o que me caía nas mãos. Além de revistas de histórias aos quadradinhos, como o Cavaleiro Andante, jornais infantis e revistas com mulheres nuas, de procedência desconhecida.

Ler a crónica completa seguindo o link abaixo.

Fonte: A LIVRARIA – Escritores.online